Atenção: Funcionamento do comércio em período de quarentena do COVID-19
Gabriella Oliveira
Banner da notícia

.

A prefeitura de Porto Alegre publicou decreto que consolida todas as medidas adotadas até agora para o combate ao novo coronavírus na Capital e prorroga para 30 de abril a validade das medidas de isolamento social. Além de estabelecer estado de calamidade no município, o documento reforça medidas restritivas, orientações de higienização e as penalidades possíveis de serem aplicadas caso as regras não sejam cumpridas.

Se tratando do comércio, fica autorizada a abertura de serviços considerados essenciais como:

  • farmácias e drogarias,
  • serviços e comércio na área da saúde,
  • mercados,
  • hipermercados e supermercados,
  • mercearias,
  • açougues,
  • peixarias,
  • fruteiras e
  • centros de abastecimento e distribuição de alimentos.

No que se refere ao setor da construção civil, as ferragens e comércio de material de construção podem funcionar.

Também ficam liberadas:

  • as indústrias alimentícias, inclusive animal;
  • de higiene, limpeza, assepsia e de serviços de saúde;
  • clínicas veterinárias, pet shops,
  • postos de combustíveis e lubrificantes,
  • distribuidoras de gás,
  • lavanderias,
  • hotéis e motéis,
  • lojas de venda de água mineral,
  • distribuidoras de serviços básicos e de telecomunicações e processamento de dados;
  • transportadoras,
  • salões de beleza,
  • barbearias,
  • óticas, entre outros.

Atualizado em 3 de abril, o decreto permite a abertura do comércio especializado de chocolates, sendo vedada aglomeração e a formação de filas internas ou externas. O comércio de veículos é permitido apenas por meio eletrônico com a entrega do bem no estabelecimento do vendedor. Estabelecimentos com comércio de alimentação e vendas de produtos alimentícios do Mercado Público podem funcionar.

Shopping centers e centros comerciais só podem ficar abertos para:

  • o acesso a farmácias,
  • estabelecimentos de comércio e serviços na área da saúde,
  • posto de atendimento da polícia federal,
  • mercados,
  • supermercados e afins,
  • bancos,
  • terminais de autoatendimento,
  • lotéricas e
  • correios.

O momento é crítico e de atenção redobrada. Cada um está fazendo a sua parte na luta contra a propagação do coronavírus, e nessa batalha não podemos deixar de destacar o trabalho dos comerciários dos setores considerados essenciais, assim como profissionais da área da saúde, transporte, entre outros, que continuam em atividade para garantir o abastecimento e a normalidade do dia-a-dia, dentro do possível, para toda a população”, destaca o Presidente do Sindec-POA, Nilton Neco.

O dirigente ainda afirma a importância de buscar informações em fontes confiáveis, evitando a propagação de fake news, principalmente pelas redes sociais, disseminando o pânico entre as pessoas.

SINDEC-POA

Atendendo às recomendações de segurança, o Sindec-POA informa que suspendeu o atendimento presencial, a fim de gerar aglomerações. Porém, a categoria comerciária segue assistida e pode entrar em contato para dúvidas, denúncias ou serviços, pelos nossos canais de atendimento:

Tel.: 3254 5524 / Whatsapp: 51 99977 8350

E-mails:

fiscalizacao@sindec.org.br

segmed@sindec.org.br

Voltar pro topo